segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Atenção com o Transporte Escolar

Pais devem tomar cuidados na hora de contratar o transporte escolar

Selo colado no para-brisa do veículo é sinal de que ele está regularizado

31/01/2011 - 14:20 G1
O selo colado no para-brisa do veículo é o primeiro sinal de que ele está regularizado. É uma garantia de que passou por vistoria e está com todos os equipamentos obrigatórios em dia. Este selo deve ser renovado a cada seis meses.
O próximo passo é checar a documentação da empresa, do carro usado no transporte, dos alunos e do motorista.
“A autorização do condutor, que deve ter a habilitação adequada e curso para a condução de escolar”, explica Almeida Sobrinho, especialista em trânsito.
O uso de cadeirinhas para transportar crianças menores não é obrigatório para os veículos escolares, mas vale a negociação.
“Nada impede do pai entrar em acordo com o transportador, fornecer a cadeirinha que ele tem e a criança utilizar para ida e volta da escola. Aliás é recomendável que se faça isso”, declara Sobrinho.
Também não é exigido das empresas de transporte escolar a presença de um auxiliar para o motorista, mas é um item que deve ser levado em conta na hora de contratar o serviço. Os monitores ajudam no desembarque das crianças na porta da escola e oferecem mais segurança.
Os carros têm um número máximo de passageiros que podem transportar, cada criança deve ir sentada, protegida pelo cinto de segurança. O uso deles é obrigatório.
Este é um critério fundamental para Nívea na hora de escolher o transporte escolar de João Vitor. A empresa contratada por eles é a mesma há cinco anos. Foi indicada pela escola. O serviço já começou a ser prestado e nenhum contrato foi assinado até agora.
O contrato é importante pra definir os direitos e deveres da empresa de transporte e dos pais. “Tudo o que for pertinente ao ano letivo da escola, ao horário de embarque, endereço, quais são as pessoas responsáveis”, explica Jeferson Campacci, empresário.
Mesmo depois de tomar todos estes cuidados e assinar o contrato com a empresa, é bom acompanhar de perto como está sendo feito este transporte. Os acordos feitos estão sendo cumpridos? É o mesmo veículo ou motorista que está levando seu filho pra escola? Se não, eles também são habilitados? E uma boa dica é transformar seu filho em um fiscal dos serviços prestados.
Como a fiscalização desse tipo de serviço é sempre de responsabilidade dos municípios, os pais devem procurar as prefeituras ou secretarias de transporte para verificar se ele está regularizado.

Criminalidade apresenta queda em São Paulo

31/01/2011 18h42 - Atualizado em 31/01/2011 20h14

Maioria dos índices de criminalidade apresenta queda em SP em 2010

Desde 1999, taxa de homicídios dolosos caiu 70,3% em todo o estado.
Em relação a 2009, houve aumento nas ocorrências de tráfico e estupro.

Do G1 SP
A maioria dos índices de criminalidade registrou queda no estado de São Paulo em 2010 em comparação com o ano anterior, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública. A taxa de homicídios caiu 4,5% no ano passado: de 10,96 para cada 100 mil habitantes, índice registrado em 2009, para 10,47 por 100 mil. Desde 1999, quando a taxa era de 35,27/100 mil, a queda foi de 70,3%.
Apesar da redução, o índice ainda se encontra dentro do patamar de violência epidêmica, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), de mais de 10 homicídios por 100 mil habitantes.
 
Em números absolutos, o estado teve 4.320 casos de homicídios dolosos em 2010. Em 1999, foram 12.818 casos. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (31). No último trimestre de 2010, os homicídios caíram 5,65% em relação ao mesmo período do ano anterior.
O tráfico de drogas e o estupro foram as ocorrências que apresentaram elevação no período de um ano. Os dados mostram que houve um aumento de 75%, atribuído à nova legislação que tipifica o estupro, que passou a incluir casos de atentado ao pudor e ato obsceno, segundo a SSP.
Tentativas de homicídio: a secretaria diz que, em 2010, houve redução de 2,96% no crime, com 153 casos a menos do que no ano anterior. Foram registradas 5.023 tentativas de homicídios em 2010, contra 5.176, em 2009.
Latrocínio (roubo seguido de morte): em comparação com 2009, os registros do crime caíram 16,5% no estado, de 303 para 253 casos. De outubro a dezembro de 2010, os roubos seguidos de morte caíram 3,85%, de acordo com os dados oficiais.
Roubos de cargas: a secretaria afirma que diminuíram 6,2%, com menos 482 casos que os registrados em 2009. Porém, as ocorrências do crime cresceram 8,04% no último trimestre de 2010, comparando com o mesmo período do ano anterior.
Roubos de veículos e em geral: os roubos de veículos retrocederam 4,54% em 2010, segundo os dados, com menos 3.262 casos em relação ao ano anterior. Levando em conta apenas o quarto trimestre de 2010, no entanto, os roubos de veículos cresceram 7,08% em relação ao mesmo período de 2009. Já os roubos em geral recuaram 9,47% no ano passado todo, com menos 23.591 casos.
Roubos a banco: tiveram queda de 16,6%, com registro de 211 casos em 2010, contra 253 em 2009. Apenas no último trimestre do ano passado, o número de casos diminuiu 32,43% em relação ao mesmo período de 2009.
Furtos: registraram queda de 4,26% em relação a 2009, com redução de 22.530 casos. O número de furtos de veículos em 2010 caiu 4,32%, com 4.552 casos a menos do que o registrado no ano anterior. Considerando apenas o último trimestre de 2010, os furtos de veículos aumentaram 5,53% em relação ao mesmo período de 2009.
Tráfico de entorpecente: a secretaria diz que houve um aumento de 9,09% nas ocorrências do crime, com 2.535 a mais em relação ao ano anterior. Foram registrados 30.421 flagrantes de tráfico de drogas em 2010, contra 27.886 em 2009.
Estupro: os dados mostram que houve um aumento de 75% dos casos do crime, mas a secretaria explica que a nova legislação que tipifica o estupro passou a incluir casos de atentado ao pudor e ato obsceno, por isso o crescimento. Segundo o governo do estado, apenas quando a legislação completar um ano de existência, no segundo semestre de 2011, será possível verificar se o número de estupros está, de fato, em alta ou em baixa.

Queda nos indicadores de Violência RJ e São Paulo

31/01/2011 17h25 - Atualizado em 31/01/2011 21h07

RJ tem menor número absoluto de homicídios desde 1991, diz Secretaria

Nos últimos 4 anos, houve queda de 26,6% na taxa por 100 mil habitantes.
Dados sobre segurança foram divulgados na tarde desta segunda.

Aluizio Freire Do G1 RJ
A Secretaria estadual de Segurança informou que o Rio de Janeiro registrou o menor número absoluto de homicídios desde 1991. Foram 4.768 casos. Nos últimos quatro anos, houve uma queda de 26,6% na taxa por 100 mil habitantes. De 40,6 registros em 2006, caiu para 29,8 em 2010.

Na comparação entre 2009 e 2010, a redução, em números absolutos, foi de 18%. Ou seja, de 5.793 passou para 4.768 registros.

A queda foi a mesma (-18%), nos últimos dois anos, para a taxa de mortes por 100 mil habitantes. Ou seja, passou de 36,2, em 2009, para 29,8 em 2010.

Os dados sobre segurança no estado foram divulgados pelo secretário, José Mariano Beltrame, na tarde desta segunda-feira (31).  "Não estamos comemorando nada. Mas esses dados mostram que estamos consolidando uma política de segurança e acena para o caminho que devemos continuar perseguindo", disse.
 
Segundo o subsecretário operacional, Roberto Sá, os índices de redução se aproximam das metas estabelecidas para 2014. No caso de homicídio doloso, a meta para o ano da Copa é de uma taxa de 22,9% por 100 mil habitantes.

De acordo com os números divulgados pela secretaria, houve ainda redução de roubos de carros, com uma queda de 20% na comparação 2009/2010; nos roubos de rua, que caiu 11%; e em latrocínio, com uma queda de 29% na comparação dos dois últimos anos.

O secretário Beltrame apontou também redução nas mortes em confronto com a polícia, os chamados autos de resistência, que caíram de 1.048 em 2009 para 855 em 2010; um percentual de 18%, considerado o menor número de mortes nessa situação desde 2001.

"Nossa proposta é que as polícias mudem suas lógicas. Que saiam dos confrontos para uma política de prestação de serviços. Nós não queremos mais promover ações para guerras. No Alemão ainda foi assim, uma ação de guerra. Mas o que se quer, o que se pretende, não é isso", afirmou o secretário.

UPPs ajudaram a reduzir índices
Na apresentação, ainda foram feitas comparações de índices de criminalidade a partir de 2006, ou seja, desde o início da gestão da atual equipe de segurança pública.
Conforme o relatório, houve uma redução de 27% dos homicídios dolosos nesse período (2006-2010), em números absolutos; 42% em roubos de veículos; 25% em latrocínios e 20% em auto de resistência.
Já nos casos de roubos de rua, embora tenha havido uma queda de 11% nos dois últimos anos, houve um acréscimo de 21% no número desses delitos na comparação de 2006-2010.
Para Beltrame, as reduções desses números se devem a medidas em conjunto das polícias, a partir de um planejamento da Secretaria de Segurança e ações de governo que incluem a implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Nesta segunda, foi inaugurada a 14ª unidade no Morro São João, no Engenho Novo, no subúrbio .

Comparação com São Paulo
O subsecretário operacional da Secretaria de Segurança, Roberto Sá,explicou por que o Rio ainda não alcançou os índices de criminalidade de São Paulo, que são bem menores.
"Eles já vêm de uma política de trabalho consolidada, com mais de oito anos de metodologia. Estamos na metada do caminho. E, além disso, existem algumas diferenças aqui, como a existência de várias facções, diferenças por questões geográficas, topográficas, diferença conceitual em relação ao crime. Nossa meta é que daqui a quatro anos estejamos no mesmo nível do modelo de São Paulo", afirmou.

domingo, 30 de janeiro de 2011

Operações de Recepção de Calouros 2011 - GIASES

Universidades devem Gerenciar Riscos dos Trotes Violentos...

O  trote no Brasil cresce cada vez mais. As Instituições de Ensino nem sempre estão preparadas para combater este rito de passagem. Segundo a enciclopédia livre, wikipedia, o trote estudantil não é uma exclusividade brasileira. Seu histórico pode ser traçado a partir do começo das primeiras universidades na Europa da Idade Média. Nesta época, os calouros tinham as cabeças raspadas e suas roupas, muitas vezes, eram queimadas. O que podemos notar é que os sinais de violência, durante todos estes anos, são visíveis até hoje.

A solução para mitigar esta modalidade é a contratação de Gestores de Segurança especializados em Segurança em Universidades. Estes especialistas são qualificados e tem o papel de planejar, prevenir riscos e reduzir prejuízos, integrando todos os setores e recursos da empresa de educação  de forma estratégica.

Além da necessidade de ter uma visão sistêmica e holística, experiência a campo ou obtida nos órgãos de segurança pública, a realidade atual exige também a formação acadêmica em segurança empresarial. Em alguns casos, o percentual de aprovação e eficiência deste profissional pode chegar a 90%.

As principais atribuições de um gestor de segurança em universidades são a experiência na análise de riscos, na qual, visa apresentar as principais ameaças e impactos à organização, desenvolvimento da inteligência corporativa, elaboração de medidas preventivas, reativas, planos de segurança, mapeamento do controle das ocorrências, estudos dos cenários prospectivos e a implantação de métodos de Godet, Schwartz ou Grumbach.

A identificação, por meio de técnicas e estratégias, compreensão das condições que os potencializam, pontos vulneráveis, ameaças e informações, é possível mensurar o valor do impacto operacional, financeiro e assim, a possível eliminação dos riscos que o trote pode causar.

Para a coordenação do GIASES, buscar novas soluções e medidas para implantação de recursos e qualificação do profissional são os pontos primordiais do grupo. A capacitação será integral e sistematizada dentro dos valores e missão de cada instituição. A elaboração de cenários prospectivos, planejamentos e estratégias devem ser uma causa impar dentro de cada aspecto. O resultado será único: Sucesso!!!


Por : Wagner Grans, GSP
Gestor de Segurança - USJT
Coordenador do GIASES

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Volta às Aulas 2011

Operação Volta às Aulas - O que faz a diferença...

Quais são os fatores que determinam a escolha de uma instituição de ensino para a educação de nossos filhos? São inúmeros fatores, dentre eles estão,  o projeto pedagógico, a formação e qualificação dos professores, a tradição , a qualidade das instalações físicas e de atividades complementares, a localização, preço das mensalidades  e com certeza a Segurança e Infra-estrutura oferecida aos atores do processo  educacional.
Devemos saber qual é o critério de contratação de professores e colaboradores, qual o número de alunos por sala, existe laboratório de informática, quadra e biblioteca, a cantina oferece alimentos saudáveis, a escola segue a lei de acessibilidade, e como é feita a segurança?
Não existe escola perfeita, mas neste início de ano , quando visitamos diversos colégios em nossas grandes cidades devemos atentar para a estrutura proporcionada pela escola que garanta a segurança física e pessoal de nossos filhos, devemos inicialmente saber quem é o responsável pela segurança da escola e saber de sua formação e capacitação, existe um projeto de segurança? Os componentes da segurança escolar são treinados para as suas funções? Como eles comunicam-se entre si, há rádios , celulares e Nextel ?  Os pais são fundamentais no processo de efetivação de um bom  modelo de segurança educacional , a fiscalização de todos determinará a diminuição de perigos e dos riscos envolvidos.
Ao chegar na Escola você deve verificar como é o sistema de controle de acesso e identificação e se a região onde a escola é localizada é violenta ou não. Muitas vezes os crimes são diários e o trânsito trará riscos aos seus filhos, verifique a quantidade de bares e lanchonetes no entorno e a presença de ambulantes. Atualmente na cidade de São Paulo está em vigor a lei municipal número 14.492 da Área Escolar de Segurança que obriga a Prefeitura a realizar um conjunto de ações preventivas em parceria com a comunidade escolar, para melhorar a segurança das escolas. A Polícia Militar do Estado de São Paulo possui os Programas de Ronda Escolar e PROERD e a GCM tem patrulhamento eficiente para as escolas municipais. A segurança escolar é assunto importante que deve ser tratado com professores, pais, alunos e especialistas em educação e segurança para que possamos reduzir o número de ocorrências em São Paulo e região.
Outro aspecto importante a verificar é o denominado escudo escolar, veja o estado dos portões da escola, se existem alarmes, verifique se há câmeras de vigilância e monitoramento nos locais adequados, e é muito importante verificar se os equipamentos de prevenção e combate a incêndios foram inspecionados pelos Bombeiros e se a prevenção de acidentes é uma cultura da escola. Muitos acidentes ocorrem na região de quadras, piscinas  e laboratórios e estes locais devem ter normas específicas de funcionamento.
Verifique como é contratado o Transporte Escolar, se está regularizado e a documentação do condutor e do veículo está  em dia, alguns colégios de São Paulo possuem veículos rastreados por satélite.
Creio que estes pequenos lembretes podem fazer com que seu início de semestre letivo seja mais tranqüilo, pois nossa atenção deve estar voltada à melhor maneira de educar os filhos. A parceria com a escola é uma aliança para que a educação escolar complemente a educação familiar.

Bom ano letivo a todos.


terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Contamos com o seu voto no Prêmio Destaque da Segurança 2011 do Grupo CIPA

Bom dia amigos, iniciamos mais um ano de trabalho na Grans Nascimento Associados.
Queremos agradecer a cada amigo que nos três meses de criação visitaram nosso Blog, que está com a marca de mais de 4700 visitas, agradecemos aos 20 seguidores, e em especial a todos que dão RT de nossas mensagens.
Queremos parabenizar nesta data a cidade de São Paulo, a cidade chamada AVESSO pelo seu aniversário. Tudo aqui cheira a pólvora e metal e poderíamos ser mais organizados e com menos desigualdades.
Contamos  com seu voto no Prêmio Destaque , é o quarto ano de nossa indicação.
Acesse o link http://www.cipanet.com.br/premio_sec1.asp e vote Ulisses Nascimento e Wagner Grans .
Mande seus artigos e opiniões para www.ondemoraoperigo.blogspot.com
Sucesso a todos e bom feriado.

A Redação

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Reunião da segurança será em março

Ministro da Justiça tem visitado estados para definir a pauta

Brasília - Será em março o encontro dos secretários estaduais de Segurança Pública com a presidenta Dilma Rousseff. A reunião entre as autoridades vai traçar estratégias conjuntas de combate ao crime organizado, uma das principais propostas de governo da presidenta.

Antes da reunião, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, tem se encontrado com alguns governadores e secretários de Segurança para definir uma pauta de discussão. Ontem, Cardozo esteve com o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e o secretário de Segurança do Estado, Airton Michels. Na visita, foi assinado o reingresso do Rio Grande do Sul no Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

O ministro da Justiça já esteve com os governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin; e de Minas Gerais, Antonio Anastasia. Ele ainda vai se reunir com os governadores do Espírito Santo e do Rio Janeiro.

DEMISSÃO
O secretário nacional de Justiça, Pedro Abramovay, pediu demissão do cargo ontem e informou que não vai aceitar a indicação para a Secretaria Nacional de Política Sobre Drogas (Senad).

Notícia enviada pelo Cap. Brito via Linkedin.

Prevenção de Acidentes no Lar

Lar doce lar. Este é um recanto abençoado e acolhedor onde cada família deve viver com amor e criar condições para a prática dos ensinamentos dos bons costumes e também o hábito de aprender os princípios básicos da prevenção de acidente no lar.
O nosso lar, lugar que nos oferece segurança em todos os sentidos muitas vezes nos surpreende pelas armadilhas que criamos em cada cômodo: quando deixamos objetos fora do lugar, executamos manutenções elétricas fazendo as famosas “gambiarras”, deixamos medicamentos e materiais de limpeza ao alcance das crianças, quando lavamos locais onde o piso tende a ficar escor­regadio e não usamos sapatos anti-derrapantes. São com pequenos descuidos como estes que sem querer proporcionamos a o­corrência de alguns tipos de acidente no lar tais como: queimaduras, quedas, choques elétricos, afogamentos, sem contar que ainda corremos o risco de obter perdas materiais, financeiras ou até mesmo de vida.
 
Cada um de nós conhece pelo menos uma família que por falta dos conhecimentos básicos de prevenção de acidente no lar vi­veu momentos de angustia e sofrimento, e hoje tem gravado na memória a triste cena de um acidente que poderia ter sido evita­do. É necessário rever nossos conceitos referente a prevenção de acidentes no lar para que no amanhã a nossa residência não seja manchete de jornais e não aumente os índices de estatísticas. Acidentes como os de queda são os que possuem o percentual mais elevado, com vinte e oito por cento de ocorrências, queimaduras, envenenamentos e choques vem em seguida com deze­nove, dezessete e quatorze por cento, asfixias fica por ultimo com a porcentagem de seis por cento.
Os acidentes que ocorrem na indústria ou em outros estabelecimentos de trabalho são devido a condições inadequadas destes postos onde ficamos expostos, e em nossa residência cômodos sem condições de higiene e segurança, apresentam os mesmos riscos da indústria, só que em proporções menores.
 
Se relacionássemos todos os riscos previstos com suas medidas preventivas com certeza faríamos uma lista enorme, mas alguns deles têm de ser mencionados, lembrando que estes riscos apresentados não representam a totalidade dos que possam estar es­condidos em cada casa pronto para encontrar mais uma vítima. Aqui estão alguns exemplos de riscos e suas respectivas medi­das de prevenção:
Cozinha – Neste local onde a circulação de adultos e crianças é constante, há riscos de explosões, queimaduras, incêndios, que­das, choques elétricos, equipamentos rotativos e dispositivos cortantes. Algumas medidas preventivas como manter o botijão de gás fora do ambiente, utilizar equipamentos elétricos com a fiação em perfeito estado, utilizar sempre sapatos anti derrapantes e manter as crianças em locais seguros da casa, são extremamente importantes para a segurança na cozinha.
Dispensa e área de serviço - neste local existem muitos materiais atraentes às crianças pelas cores e formatos das embalagens, como desinfetantes armazenados em garrafas pet que não possuem rótulos por exemplo. Armazenar todos os produtos de lim­peza em armários fechados e longe do alcance das crianças e fixar bem o tanque no chão e parede para que o mesmo não caia sobre ela são exemplos de prevenções que devemos tomar em tais áreas.
Banheiros - Normalmente neste local são guardados os remédios da residência e alguns medicamentos particularmente são atra­tivos para as crianças pelas suas cores e formatos e pelo fato de serem fáceis se serem colocados na boca, no nariz e nos ouvi­dos. Pisos molhados e escorregadios proporcionam queda de adultos e crianças, como medidas preventivas para este ambiente podemos utilizar tapetes de borracha no Box do chuveiro, calçados antiderrapante quando formos lavar o local, e manter os medicamentos em armários e fora do alcance das crianças.
Animais - os animais conhecem as crianças, porém as crianças não conhecem as reações dos animais. O cãozinho mais dócil poderá dar uma mordida quando seu olho for apertado, ou quando alguém mexer em sua comida. Supervisionar as crianças enquanto elas brincam com os animais é de extrema importância para a segurança das mesmas.
Em nosso lar, convivemos com crianças, jovens, adultos e idosos e cada um tem suas limitações e costumes, cada cômodo da nossa residência deve proporcionar segurança e você que é pai ou mãe ou alguém da família, deve assumir o compromisso de orientar os demais membros que residem na sua residência, porque evitar acidentes independente se for na indústria ou no lar, é dever de todos.
 
(O colaborador é Engenheiro de Produção Mecânica, Engenheiro de Segurança do Trabalho, 2º secretário da AERC, inspetor do CREA – Conselho Regional de Engenharia Arquitetura e Agronomia - francisco.a.garcia@terra.com.br )

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

SP Estado de Atenção

Chuva deixa regiões de São Paulo em estado de atenção

CGE colocou as zonas Norte, Oeste e central e as marginais em atenção.
Aeroporto de Congonhas teve de ser fechado; choveu granizo no Butantã.

Do G1 SP
Temporal deixa parte de SP em atenção
Temporal deixa parte de SP em atenção (Foto:
Mariana Faraco/G1)
A chuva forte que atingia parte da cidade de São Paulo na tarde desta sexta-feira (21) fez com que o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, colocasse as zonas Oeste, Norte, central e as marginais Pinheiros e Tietê em estado de atenção às 14h10.
Segundo meteorologistas, chuvas de forte intensidade atingiam os bairros da Lapa e do Butantã, onde foi observada chuva de granizo. Havia também a ocorrência de raios e rajadas de vento.
Às 14h30, eram três os pontos de alagamento na cidade, de acordo com o CGE, todos considerados transitáveis.
O Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, teve de ser fechado para pousos e decolagens às 14h35. Já o aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, operava normalmente.
No fim de semana, a previsão é de sol e calor, com pancadas de chuva durante as tardes. As temperaturas mínimas oscilam em torno de 21ºC e as máximas podem passar os 30ºC.
 

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Como ajudar os desabrigados

13/01/2011 15h44 - Atualizado em 14/01/2011 18h42

Saiba como ajudar os desabrigados da chuva na Região Serrana do Rio

Prefeitura de Teresópolis criou conta bancária para receber doações.
Supermercados, abrigos e postos da PRF também aceitam donativos.

Do G1 RJ
Situaçao em Friburgo após a chuva é caótica
Chuvas destruíram casas no Rio de Janeiro
(Foto: Reprodução/TV Globo)
Postos rodoviários, supermercados e abrigos estão recebendo donativos para ajudar as vítimas da chuva na Região Serrana do Rio. Os desabrigados e desalojados precisam de doações de água potável, alimentos, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal, como sabonete, pasta de dente e fralda descartável.

Para doar sangueO HemoRio montou um esquema especial de atendimento. Para doar é preciso estar bem de saúde, ter entre 18 e 65 anos e pesar mais de 50 kg. Não é necessário estar em jejum. A única recomendação é evitar alimentos gordurosos antes da coleta. Interessados devem se apresentar com um documento de identidade. Quem preferir, pode agendar um horário para fazer a doação no telefone 0800 282-0708. O HemoRio fica na Rua Frei Caneca 8, no Centro, e funciona de segunda a domingo, das 7h às 18h.

Contas para doações em dinheiro

A Prefeitura de Teresópolis disponibilizou uma conta corrente no Banco do Brasil para receber doações e ajudar as famílias atingidas pelo temporal. Com o nome “SOS Teresópolis – Donativos”, a conta corrente é número 110000-9, na Agência 0741-2. Há também a conta 2011-1, Agência 4146, da Caixa Econômica Federal. O CNPJ da Prefeitura é número 29.138.369/0001-47. Outras contas:
Prefeitura de Nova Friburgo
Banco: Banco do Brasil
Agência: 0335-2
Conta: 120.000-3
Defesa Civil – RJ
Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 0199
Operação: 006
Conta: 2011-0
Fundo Estadual de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro
CNPJ 02932524/0001-46
Banco: Itaú
Agência: 5673
Conta: 00594-7
Campanha SOS Sudeste (CNBB e Cáritas Brasileira)
Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 1041
Operação: 003
Conta: 1490-8
ou
Banco: Banco do Brasil
Agência: 3475-4
Conta: 32.000-5
Postos para doações
Teresópolis
Em Teresópolis foi montado um outro posto para receber donativos. As contribuições podem ser levadas para o Ginásio Pedrão, onde foi montado um abrigo de ajuda às vítimas. O local fica na Rua Tenente Luiz Meirelles 211, no bairro Várzea, no centro da cidade.
Petrópolis
Foram montados três postos para doação de água, colchão e material de limpeza e higiene  na região de Itaipava: na Igreja Wesleyana, no Vale do Cuiabá; na Igreja de Santa Luzia, na Estrada das Arcas; e no centro de Petrópolis, na sede da Secretaria de Trabalho, Ação Social e Cidadania (R. Aureliano Coutinho,  número 81).
Museu Imperial
O Museu Imperial montou um posto de coleta de donativos. Além disso, os visitantes poem opatar por pagar a entrada com uma doação diretamente na bilheteria. O item de maior urgência é água potável, que pode ser trocada pelo ingresso com uma doação de, no mínimo, 1,5 litro. Também são recebidos itens de higiene pessoal, roupas, alimentos não perecíveis, roupa de cama, cobertores, colchonetes e toalhas. O ponto de coleta do museu é no prédio da biblioteca, no saguão em frente à sala multimídia, com acesso pelo bosque do imperador (praça do Cenip). Para trocas de doações por ingressos, os visitantes devem se dirigir diretamente à bilheteria.
Polícia Militar
Todos os batalhões da PM do Rio de Janeiro vão receber doações  a partir desta quinta-feira (13). Os comandantes dos batalhões recomendam a doação de água mineral, alimentos não perecíveis e material de higiene pessoal.
Em São Paulo, todos os batalhões da Capital e do interior receberão alimentos não perecíveis, roupas, lençóis, cobertores, colchões, colchonetes, materiais de limpeza e higiene, água potável e remédios.
Rodoviária
A Rodoviária Novo Rio recebe doações para a Cruz Vermelha. Os donativos serão recebidos no piso de embarque inferior, das 9h às 17h.
Cruz Vermelha
A Cruz Vermelha está cadastrando voluntários para ajudar na triagem do material arrecadado para vítimas das chuvas na Região Serrana. Quem quiser colaborar deve procurar a sede da entidade no Rio, na Praça da Cruz Vermelha 10, no Centro.

Segundo o presidente da filial Rio, Luiz Alberto Lemos Sampaio, o mais importante agora é coletar alimentos não perecíveis, água, leite, além de roupa de cama e banho. Os donativos podem ser entregues no posto instalado na Rodoviária Novo Rio, na sede da Cruz Vermelha e nos quartéis do Corpo de Bombeiros.
Estádios
A Secretaria estadual de Esporte e Lazer montou uma rede de solidariedade. Os estádios do Maracanãzinho e Caio Martins (em Niterói) recolhem doações. As contribuições podem ser: garrafas de água potável, fraldas, material de higiene pessoal, colchonetes, alimentos não perecíveis, roupas e agasalhos. O Maracanãzinho recebe doações das 8h às 20h - Entrada pelo portão 12A. No Caio  Martinns, o horário é o mesmo e a  entrada é pelo portão principal na Avenida Roberto Silveira, em Icaraí.

Viva Rio

O Programa de Voluntariado do Viva Rio também iniciou uma campanha de arrecadação de roupas e mantimentos para a região serrana do Rio de Janeiro, especialmente Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis. Para ajudar, basta fazer a doação na sede do Viva Rio (Rua do Russel, 76, Glória) ou através de depósito bancário na conta do Viva Rio, no Banco do Brasil, agência 1769-8, conta-corrente 411396-9 e CNPJ: 00343941/0001-28. Para mais informações o Viva Rio disponibiliza os telefones (21) 2555-3750 e (21) 2555-3785.
A ONG também estará recebendo donativos em todas as unidades das Lojas Americanas no Rio e nas estações do metrô de General Osório, Siqueira Campos, Botafogo, Carioca, Glória, Largo do Machado, Catete, Central do Brasil, Saens Peña, Nova América e Pavuna
Postos em supermercados
O grupo de supermercados Pão de Açúcar montou postos de arrecadação em todas as 100 lojas da rede no estado do Rio. As doações podem ser feitas nos estabelecimentos Pão de Açúcar, ABC Compre Bem, Sendas , Extra Supermercados e Assaí. De acordo com o grupo, os donativos serão entregues até 26 de janeiro.
O supermercado  Zona Sul também aceita doações durante o mês de janeiro em sua unidade Mega Box, localizada na Av. Brasil, 9.561 – Olaria. Quem quiser participar poderá contribuir com alimentos não perecíveis, roupas, sapatos, colchonetes, cobertores ou produtos de higiene. O Mega Box funciona de segunda a sexta, das 7h30m às 21h, e nos domingos e feriados, das 8h às 14h.
Rodovias
A Polícia Rodoviária Federal  recebe doações nos seus 25 postos ao longo de 1.400 km de rodovias federais fluminsenses. Quem quiser colaborar pode ligar para o telefone 191 da PRF, que funciona 24h, e saber onde fica o ponto mais próximo de sua casa. Os donativos serão repassados à Cruz Vermelha.
A Concessionária Rio-Teresópolis (CRT) está recebendo doações de  garrafas de água potável, remédios, alimentos não perecíveis, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal como sabonete, pasta de dente e fralda descartável, nas cabines da Praça de Pedágio no km-133,5 da Rio-Teresópolis-Além Paraíba (BR-116/RJ), em Piabetá. Para grandes quantidades, os doadores devem dirigir-se ao Centro de Atendimento ao Usuário, que fica na pista sentido Rio a 300 metros da praça de pedágio.
Outros estados: .todos os 270 postos de fiscalização da PRF nas regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste  também  funcionam como pontos de coleta de doações. De forma rápida e sem burocracia, o cidadão que quiser ajudar os desabrigados pelas chuvas na região Sudeste poderá doar alimentos não-perecíveis em qualquer unidade física da PRF instalada em 32 mil quilômetros de rodovias federais.  A Polícia Rodoviária Federal não fará coleta de peças de vestuário nem de material de limpeza. Outro ponto que precisa ser observado é a data de validade dos alimentos. Não devem ser encaminhados à PRF donativos que vencerão antes de 30 dias.
BR-101
Autopista Fluminense, concessionária que administra a BR-101 Norte também abriu postos para o recolhimento de doações, na sede administrativa, da empresa, no KM 313, em São Gonçalo, na Região Metropolitano e na sede da Latina Manutenção, no Km 206, em Casimiro de Abreu .
Praça de pedágio:
Km 40 – Campos dos Goytacazes
Km 123 – Campos dos Goytacazes
Km 192 – Casimiro de Abreu
Km 252 – Rio Bonito
Km 299 – São Gonçalo
Bases operacionais:
Km 40 – Campos dos Goytacazes
Km 123 – Campos dos Goytacazes
Km 163 – Macaé
Km 235 – Silva Jardim
Km 282 – Itaboraí
Km 299 – São Gonçalo
Km 319 – Niterói
RJ-116
As quatro praças de pedágio da RJ-116 vão arrecadar donativos. Os locais são Itaboraí, Cachoeiras de Macacu, Nova Friburgo e Macuco. A Rota 116, que administra a via, está usando veículos da empresa para levar o material até as cidades atingidas.

MP
O Ministério Público do estado do Rio de Janeiro recebe doações na portaria do edifício-sede, na Av. Marechal Câmara, 370, no centro do Rio, de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h.
Inea
A sede do Instituto Estadual do Ambiente recebe doações de alimentos não perecíveis, colchonete, material de higiene e limpeza, sobretudo fraldas, e principalmente água. O endereço é Av. Venezuela, 110, Praça Mauá - centro do Rio.
Salgueiro
A escola de samba arrecada alimentos não perecíveis, água, roupas e cobertores. As doações podem ser levadas à quadra da escola, que fica na Rua Silva Teles, 104, no Andaraí.
Tijuca Tênis Clube
A sede do clube recebe doações. O endereço é Rua Conde do Bonfim, 451 -- Tijuca. IInformações pelo telefone: 3294-9300.
AMaLeblon
A Associação de Moradores do Leblon criou um posto de coleta de donativos, que podem ser entregues no 23º Batalhão, localizado na Av. Bartolomeu Mitre.
Estações do metrô
O Metrô Rio vai disponibilizar a  partir de sexta-feira (14),  pontos de arrecadação em 11 estações nas linhas 1 e 2. Água, alimentos e produtos de higiene pessoal podem ser doados nas estações Carioca, Central, Largo do Machado, Catete, Glória, Ipanema/General Osório, Pavuna, Saens Peña, Botafogo, Nova América/Del Castilho e Siqueira Campos.
FlamengoA presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, anunciou que o clube também receberá, na sede da Gávea, donativos para desabrigados pelas chuvas na Região Serrana.
FIAA Fundação da Infância e Adolescência abriu dois postos de doação: Rua Voluntários da Pátria, 120, Botafogo e  Rua General Castrioto, 589, Barreto, em Niterói. Desde ontem (12) a entidade enviou 60 toneladas de alimentos e dois mil colchões para a região.
Shoppings também vão receber donativos
Bangu Shopping
- Rua Fonseca, 240 - Bangu. Tel.: 2430-5130.
Carioca Shopping - Av. Vicente de Carvalho, 909 - Vila da Penha. Tel.: 2430-5120.
Caxias Shopping - Rodovia Washington Luiz, 2895, Duque de Caxias. Tel: 2430-5110
Passeio Shopping - Rua Viúva Dantas 100 - Campo Grande. Tel.: 2414-0003.
Santa Cruz Shopping - Rua Felipe Cardoso 540 - Santa Cruz. Tel.: 2418-9400.
Shopping Grande Rio - Rodovia Presidente Dutra, 4.200 - São João de Meriti. Tel.: 2430-5111
Via Parque Shopping - Av. Ayrton Senna, 3.000 - Barra da Tijuca. Tel.: 2430-5100.
Shopping Leblon - Av. Afrânio de Melo Franco, 290 - Leblon. Tel.: 2430-5122.Boulevard Shopping São Gonçalo - doações  no 1o andar do estabelecimento.
Center Shopping Rio - Avenida Geremário Dantas, 404 - Jacarepaguá
Fashion Mall - Estrada da Gávea, 899 - São Conrado.
Ilha Plaza - Av. Maestro Paulo e Silva, 400  -  Ilha do Governador
NorteShopping - Av. Dom Hélder Câmara, 5474  - Cachambi
Plaza Shopping - Rua XV de Novembro, 8 - Centro, Niterói.
Rio Plaza Shopping - Rua General Severiano, 97  - Botafogo
Recreio Shopping - Av. das Américas, 19.019 - Recreio dos Bandeirantes
Shopping Tijuca - Av. Maracanã, 987 – Tijuca
West Shopping - Estrada do Mendanha, 555 - Campo Grande

Arquidiocese envia R$ 40 mil para a região
A Cáritas Arquidiocesana do Rio   recebe doações em dinheiro em duas contas: Bradesco, Agência 0814-1, conta corrente 48500-4 e Banco do Brasil, Agência 3114-3, conta corrente 30000-4. Doações em espécie podem ser deixadas na Catedral de São Sebastião (Avenida Chile 245, no Centro). Haverá pontos de recolhimento na Cáritas e também na entrada da igreja, de 9h às 18h.
Ponte Rio-NiteróiA concessionária que administra a Ponte Rio-Niterói colocou um container para receber doações junto à praça de pedágio, à direita de quem segue no sentido Niterói. Mais informações: (21) 2620-9333.
Sesc, Senac e Fecomércio
As unidades do Sesc Rio e Senac Rio e a sede do Sistema Fecomércio-RJ estão coletando água mineral, alimento não perecível, roupas de cama e banho, material de limpeza e de higiene pessoal e colchões para as vítimas das enchentes na região serrana. As unidades do Sesc receberão as doações de terça a domingo, das 9h às 17h. Os pontos de coleta são:
Sede do Sistema Fecomércio-RJ - Rua Marquês de Abrantes, 99, Flamengo, de segunda a sexta, das 9h às 18h
Sesc Copacabana
– Rua Domingos Ferreira, 160
SescTijuca
– Rua Barão de Mesquita, 539
Sesc Ramos
– Rua Teixeira Franco, 38
Sesc Madureira
– Rua Ewbanck da Câmara , 90
Sesc São Gonçalo
– Avenida Presidente Kennedy, 755
Sesc Niterói
– Rua Padre Anchieta, 56 – Centro
Sesc São João de Meriti
– Avenida Automóvel Clube, 66 –
Sesc Nova Iguaçu
– Rua Dom Adriano Hipólito, 10 – Moquetá
Sesc Teresópolis
– Av. Delfim Moreira, 749 – Centro
Sesc Quitandinha (Petrópolis)
– Avenida Joaquim Rolla, 2 – Quitandinha

Unidades Senac Rio:
Horários de coleta das 9h às 19h, de segunda a sexta. Aos sábados, das 9h às 12h.
Niterói
– Rua Almirante Teffé, 680 – Centro
Copacabana
– Rua Pompeu Loureiro, 45
Marapendi
– Avenida das Américas, 3959 – Barra da Tijuca
Faculdade Senac Rio
– Rua Santa Luzia, 735 – Centro
Botafogo
– Rua Bambina, 107
Sesi e Senai
O Sesi iniciou campanha de arrecadação de donativos para as vítimas das chuvas na Região Serrana, instalando postos de coletas e suas unidades no estado. O horário de funcionamento é das 8h às 17. Veja os endereços:
Sesi - Barra do Piraí
- Av. Mário Salgueiro, 1.065 - Bairro Belvedere - Barra do Piraí
Senai - Barra do Piraí
-  Rua Alan Kardeck, s/nº - Muqueca - Barra do Piraí
Sesi - Barra Mansa
-  Av. Dário Aragão, 2 - Centro - Barra Mansa
Senai - Barra Mansa
- Rua Senhor do Bonfim, 130 - Saudade - Barra Mansa
Sesi/Senai Benfica
-  Praça Natividade Saldanha, 19 - Benfica. Tel.: (21) 2587-4800
Senai - Campos
- Rua Bruno de Azevedo, 37 - Pq. Tamandaré Campos dos Goytacazes
Sesi - Campos
- Av. Deputado Bartolomeu Lysandro, 862 - Guarus – Campos dos Goytacazes
Sesi/Senai
- Cinelândia  - Rua Santa Luzia, 685 - 5º andar - Centro - Rio de Janeiro
SesiI - Duque de Caxias - Rua Artur Neiva, 100 - Bairro 25 de Agosto - Duque de Caxias
Senai - Duque de Caxias
- Rua Arthur Goulart, 124 - Centro - Duque de Caxias
Sesi - Honório
-  Rua Loreto do Couto, 673 – Honório Gurgel
Sesi - Itaperuna
- Av. Dep. José de Cerqueira Garcia, 883 - Bairro Presidente Costa e Silva - Itaperuna
Senai - Itaperuna 
- Av. Zulamith Bittencourt, 190 – 1º e 2º andar - Cidade Nova – Itaperuna
Sesi - Jacarepaguá
- Av. Geremário Dantas, 342 - Tanque - Jacarepaguá - Tel.: (21) 3382-9999/9950
Senai - Jacarepaguá
- Av. Geremário Dantas, 940 – Freguesia – Jacarepaguá
Sesi/Senai - Laranjeiras
- Rua Esteves Júnior, 47 - Laranjeiras e Rua Ipiranga, 75 - Laranjeiras
Sesi - Macaé
- Alameda Etelvino Gomes, 155 - Riviera Fluminense - Macaé
Senai - Macaé
- Av. Prefeito Aristeu Ferreira da Silva, 70 - Novo Cavaleiro - Macaé
Senai - Maracanã
- Rua São Francisco Xavier, 417 – Maracanã
Senai - Mendes
- Rua Professor Paulo Sérgio Nader Pereira, nº 250 - Centro - Mendes
Senai - Niterói
- Rua General Castrioto, 460 - Barreto - Niterói
Sesi/Senai -  Nova Iguaçu
- Rua Gerson Chernicharo, s/nº - Bairro da Luz - Nova Iguaçu
Sesi - Petrópolis
- Av. Barão do Rio Branco, 2.564 - Centro - Petrópolis
Senai - Petrópolis
- Rua Bingen, 130 - Bingen - Petrópolis
Sesi - Resende
- Rua Marcílio Dias, 468 - Jardim Jalisco - Resende
Senai - Resende - Rua Sarquis José Sarquis, 156 - Jardim Jalisco - Resende
Sesi/Senai – Santa Cruz
- Rua Felipe Cardoso, 713 – Santa Cruz
Senai -Solda
- Rua São Francisco Xavier, 601 - Maracanã - Tel.:  (21) 3978-8700
Sesi/Senai - Tijuca
- Rua Morais e Silva, nº 53 - Tijuca - Rio de Janeiro
Sesi/Senai - Vicente de Carvalho - Av. Pastor Martin Luther King Jr. (antiga Av. Automóvel Clube), 6475 - Vicente de Carvalho - Rio de Janeiro
Sesi/Senai -  São Gonçalo
- Rua Nilo Peçanha, 134 – Centro - São Gonçalo
Sesi - Três Rios
- Av. Tenente Enéas Torno, s/no Margem Esquerda - Centro - Três Rios
Senai - Três Rios - Rua Izaltino de Oliveira, 90 - Centro - Três Rios
Sesi/Senai -  Santo Antônio de Pádua
- Av. João Jazbik, S/N - Bairro 17 - Santo Antonio de Pádua
Senai - Valença
- Rua Comendador Araújo Leite, 320 - Valença - Rio de Janeiro
Senai - Vassouras
- Rua Nilo Peçanha, 85 - Vassouras - Rio de Janeiro
Sesi - Volta Redonda
- Avenida Lucas Evangelista, 595 - Aterrado - Volta Redonda
Senai - Volta Redonda
- Rua Nicanor Teixeira de Carvalho, 1  - Barreira Cravo - Volta Redonda
Parada Solidária
Os sindicadtos e empresas de transporte do também montaram postos para receber doações para as vítimas da tragédia da Região Serrana, no Rio, na Baixada Fluminense , em Niterói e em Petrópolis. Foram colocados ônibus para recolher alimentos, roupas, colchonetes e água. Veja onde os ônibus estarão posicionados, do dia 14 ao dia 21, das 8h às 20h.
No Rio:
Largo da Carioca, Centro
Cinelândia (a partir de 2ª feira, dia 17, em frente à Câmara dos Vereadores)
Terminal Alvorada, Barra da Tijuca (a coleta não será feita em ônibus, mas na Administração)
Ilha do Governador – sede da Sub-Prefeitura em frente ao posto RioCard
Praça General Osório, Ipanema (a partir de sábado, dia 15)

Em Duque de Caxias e Magé:

Terminal Rodoviário Plínio Casado, Duque de Caxias
Terminal Rodoviário do Shopping Center, Duque de Caxias
Rodoviária de Piabetá, Magé
Praça da Prefeitura de Magé
Em Niterói
Terminal João Goulart (em frente ao posto do Setrerj)
Em Petrópolis
Sede do Setranspetro – Rua do Imperador, 100 - Centro

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Plano de Segurança , Emergência e Contingência

Empresas perdem R$ 3,4 bilhões com chuvas e enchentes, diz Fiesp

Principais problemas são atraso na entrega de produtos e falta de funcionários.
Estudo inédito ouviu 478 empresas, de todos os portes e de diversos setores.

Do G1, em São Paulo
As chuvas e as enchentes de verão causam prejuízo de aproximadamente R$ 3,4 bilhões por mês às empresas de São Paulo, segundo levantamento inédito do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp).
De acordo com a pesquisa, isso ocorre, principalmente, por causa de atraso na entrega de produtos e da ausência e atraso dos funcionários.
A entidade elaborou o estudo após o período de enchentes e chuvas do verão de 2009/2010. Foram ouvidas 478 empresas na grande São Paulo, de todos os portes e de diversos setores.
Para 41% das empresas, o excesso de chuvas e enchentes tem afetado suas atividades. No entanto, para 39%, as chuvas enfrentadas nos meses de verão causam dificuldades com o transporte dos produtos das empresas, levando a atraso nas entregas.
Já para 24%, o maior problema é a falta de pessoal ou o atraso de funcionários que trabalham na produção. Para 15% das empresas o prejuízo está relacionado aos custos operacionais, e para 14% a dificuldade enfrentada é o transporte de matérias-primas, causando a parada da produção. Outro prejuízo citado por 4% das empresas está relacionado à carga, enquanto que para 3%, o estoque e maquinário foram prejudicados devido à inundação da fábrica.
Queda no faturamento
Os problemas com transporte, fornecimento de matérias-primas e ausência ou atraso do pessoal podem resultar em prejuízo médio de 4,2% do faturamento mensal para 47% dos entrevistados.
Na divisão por porte, 18% das pequenas empresas tiveram danos de cerca de 7,1% de seu faturamento. Para 22% das médias empresas as perdas foram de aproximadamente 5,5%, enquanto que 8% das grandes, o lucro ficou em média 4,5% mais baixo.
A pesquisa constatou que, a cada mês de chuvas em excesso, há uma perda de R$ 1,3 bilhão. Os danos causados por enchentes chegam a R$ 2,1 bilhões, totalizando perdas de cerca de R$ 3,4 bilhões mensais.
 

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Governo proíbe Polícia de atirar em pessoas em fuga e veículos

GOVERNO PROÍBE POLÍCIA DE ATIRAR EM PESSOAS EM FUGA E CARRO QUE FURA BLITZE
segunda-feira - 10/01/2011 
Uma nova norma criada pelo Governo Federal promete alterar a forma de atuação das forças de segurança pública no país, restringindo o uso de armas de fogo por agentes policiais. A Portaria Interministerial 4.226, editada pelo Ministério da Justiça e pela Secretaria Especial de Direitos Humanos, proíbe policiais de atirar em pessoas em fuga, estejam armadas ou não. 
O uso da força letal pela polícia só será considerado legal em casos de legítima defesa ou por real ameaça de lesão ou morte de terceiros. Não poderão ser feitos disparos, por exemplo, contra carros que furarem blitzes policiais. Leia aqui a íntegra da portaria, que será obrigatória para os órgãos federais de segurança —como a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal e a Força Nacional de Segurança Pública— e terá a adesão voluntária de estados e municípios
Pela nova regulamentação, também estão proibidos os chamados “tiros de advertência”, quando o agente dispara para o alto a fim de controlar situações de conflito. O objetivo da Portaria, segundo o Ministério da Justiça, é reduzir gradativamente os índices de letalidade nas ações envolvendo agentes de segurança.
Outra novidade da norma é que os policiais não poderão mais apontar armas contra pessoas durante abordagens nas ruas de forma “rotineira e indiscriminada”. Os agentes policiais deverão portar pelo menos dois outros instrumentos de menor poder ofensivo como alternativa ao uso da arma de fogo.
A portaria ainda prevê que os processos de seleção para ingresso nas forças de segurança pública terão de observar se os candidatos possuem o “perfil psicológico necessário para lidar com situações de estresse e uso da força e arma de fogo”. Os cursos de treinamento também deverão incluir conteúdos relativos à proteção dos direitos humanos.

Matéria enviada pelo amigo Chagas do GIASES.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Segurança em Aeroportos

Edição do dia 10/01/2011
10/01/2011 07h38 - Atualizado em 10/01/2011 08h13

Réplica de fuzil na bagagem coloca em xeque segurança nos aeroportos

Repórter do Fantástico viajou o país inteiro com a réplica de um fuzil na bagagem e até dentro da cabine do avião. No teste de segurança, os principais aeroportos foram reprovados.

O Fantástico testou a segurança dos principais aeroportos do Brasil. Nossos repórteres embarcaram com uma réplica de um fuzil dentro de uma mala de viagem e não foi parado pela fiscalização. As cidades escolhidas vão sediar a Copa do Mundo em 2014. A réplica pesava dois quilos e meio e ninguém viu nada. É assustador.
O repórter do Fantástico, Eduardo Faustini, embarcou tranquilamente em nove aeroportos despachando a mala ou levando-a na mão com a réplica do fuzil dentro. Tudo isso entre o Natal e o Ano Novo, época de muito movimento. A reportagem deixou claro que hoje os aeroportos têm uma segurança bastante precária. Vamos ter Copa em 2014 e Olimpíada em 2016. Aí fica a pergunta: o Brasil está preparado?
Pouso e decolagem em nove aeroportos. Doze mil quilômetros percorridos pelo repórter Eduardo Faustini com uma peça na bagagem: uma escultura de aço encomendada pelo Fantástico que reproduz um fuzil AR-15, arma com alto poder de destruição muito usada pelos traficantes do Rio de Janeiro e pelas forças especiais dos Estados Unidos no Afeganistão. Mas a réplica não atira.
“É totalmente uma obra de arte, porque ela só está conservando a silhueta original, mas o resto das partes está bem claro que tem as soldas bem em evidência para mostrar que não tem nada a ver com uma arma original. Procuramos também não deixar o furo do cano, que uma coisa que identifica muito a arma. Não tem furo”, afirma o escultor Pedro César Almeida Santos.
O objeto é colocado dentro da mala, junto com um quilo de açúcar para simular cocaína e R$ 100 mil em dinheiro cenográfico, aquele usado em novelas. Pela lei, os passageiros não podem viajar de avião com mais de R$ 10 mil sem declarar às autoridades.
No Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, o repórter embarca para Curitiba e despacha a mala apenas com um lacre. Dá para ver a mala, que carrega a réplica do fuzil, o açúcar e as notas pouco antes de a mala ser guardada no porão do avião. No Aeroporto de Curitiba, a mala chega lacrada do mesmo jeito. Da capital paranaense, o repórter segue para Belo Horizonte. Despacha a mala sem problemas.
Agora, em Fortaleza, a mala aparece na esteira e está tudo lá dentro, inclusive a réplica do fuzil. Para deixar Fortaleza, a bagagem é despachada novamente, desta vez rumo ao Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro. Mais uma viagem: Rio-Brasília, ida e volta.
A essa altura, já foram seis aeroportos internacionais. O repórter, então, viaja para Congonhas, em São Paulo, e de lá pega uma ponte aérea para o Aeroporto Santos Dumont, no Rio. Mais uma vez, o conteúdo da mala não é detectado. A explicação, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), é que, se o voo não é internacional, não há obrigação de passar as bagagens despachadas pelo raio-x.
Para saber o que aconteceria, se os aparelhos de raio-x fossem usados na bagagem despachada, a mala foi levada a uma empresa de segurança especializada. A máquina detecta um objeto com bastante metal e mostra a silhueta de um fuzil.
“O que é azul é a parte metálica dos objetos que estão dentro da máquina. Tudo que é azul é metal. A gente pode ver bem nítido o contorno de uma arma”, aponta o engenheiro Eduardo Brito.
O repórter ainda faz mais um teste. Em Juiz de Fora, Minas Gerais, coloca a réplica do fuzil em uma bolsa para levar como bagagem de mão dentro da aeronave. Ele passa pelo detector de metais, mas a bolsa não, porque lá não há equipamento de raio-x para bagagem de mão. Mas a bolsa chega a ser revistada pela funcionária do aeroporto, que não percebe o objeto e deixa o repórter embarcar tranquilamente.
No voo, o repórter mostra o objeto que não foi detectado. Ao chegar a Guarulhos, São Paulo, percorre a pista de aviões e passa por toda a parte interna do aeroporto carregando a réplica do fuzil. De lá, segue para o Aeroporto de Congonhas, pega outro voo para o Rio de Janeiro, despachando a bagagem e termina a viagem sem nenhum problema.
Das nove cidades percorridas, seis vão sediar os jogos da Copa do Mundo em 2014. No Mundial, um grande volume de passageiros vai circular dentro do país, o que só aumenta a preocupação com a segurança.
“Eu acredito que até a Copa do Mundo, se não houver uma modificação, e até as Olimpíadas, nós teremos um caos em termos de segurança”, afirma Francisco Carlos Calixto, representante da Federação Nacional dos Policiais Federais.
Em nota, a Infraero, empresa que cuida da infraestrutura dos principais aeroportos brasileiros, disse que apenas parte da bagagem despachada nos voos domésticos passa pelo raio-x e que vai comprar mais aparelhos. Informou também que a responsabilidade sobre a inspeção das bagagens é das companhias aéreas e que estas, se encontrarem algum objeto suspeito nas malas despachadas, devem acionar a Polícia Federal. Procurada pelo Fantástico, a Polícia Federal não quis comentar o assunto.
A Agência Nacional de Aviação Civil, que regula o setor, afirmou em nota que, segundo as normas internacionais, não existe a obrigação de passar todas as bagagens pelo raio-x quando o voo é doméstico, dentro do país.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Segurança privada em alta

Segurança privada em alta movimenta bilhões no setor

Fonte: Graber Segurança

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

DICAS para que vc tenha Férias Seguras...

Dicas de Segurança em suas Férias...

Antes de viajar:
- Não comente sua viagem com estranhos
- Avise sua ausência a um vizinho de confiança e não esqueça de ligar para ele de vez em quando, para saber se está tudo bem. Se possível, deixe o número do seu telefone para emergências
- Em ausências prolongadas peça a um parente visitar sua casa. É importante demonstrar a presença de pessoas (abrindo janelas, molhando o jardim, entrando com o carro na garagem)
- Não esqueça de suspender a entrega de jornais e revistas. Peça a um vizinho recolher a correspondência deixada pelo carteiro
- Evite deixar jóias ou dinheiro em casa, mesmo dentro de cofres. Utilize cofre de bancos

Durante a viagem:
- Não beba se for dirigir
- Verifique e teste os equipamentos do veículo ( triângulo, estepe, etc) devem estar em perfeito funcionamento
- O cinto de segurança é de uso obrigatório para a preservação da vida, mesmo em pequenos deslocamentos
- Evite ultrapassagens duvidosas ou que não forem permitidas, não exceda a velocidade e respeite a sinalização
- Caso ocorra algum problema mecânico ou elétrico, procure tirar o veículo da pista e acenda o pisca-alerta
- Procure não comprometer a visão dentro do carro, distribuindo a bagagem no porta-malas
- Não jogue lixo pela janela do carro nem desrespeite a sinalização
- Evite parar em locais isolados ou desertos. Pare somente em lugares seguros, como restaurantes, postos de gasolina ou onde tenha movimentação de pessoas
- Caso seja atingido por algum objeto, não pare imediatamente para ver o ocorrido, pode ser uma tentativa de roubo
- Em caso de acidente na estrada, evite diminuir a velocidade para observar. Preste atenção na pista e evite causar perigo aos outros motoristas que o seguem
- Jamais trafegue pelo acostamento ou pela direita

Ao chegar à praia:
- Obedeça a sinalização nos locais perigosos
- Entre no mar com cuidado, no máximo, com água na linha da cintura
- Mantenha as crianças sempre por perto e sob sua vista
- Se for usar alguma embarcação, utilize sempre o colete salva-vidas
- Nunca entre na água depois de comer ou beber em demasia
- Ao perceber alguém com dificuldade na água, mantenha a calma e chame imediatamente o salva-vidas mais próximo
- Deixe os objetos de valor em lugar realmente seguro
- Recolha sempre o lixo e jogue-o em lugar apropriado

Não esqueça: qualquer informação ou necessidade, procure, imediatamente, a Delegacia de Polícia mais próxima.

A tragédia anunciada...

Bombeiros localizam corpo de mãe de menino que morreu em deslizamento

Criança de 11 anos foi soterrada dentro de casa em Mauá.
Duas pessoas foram resgatadas com vida.

Do G1 SP

O Corpo de Bombeiros localizou por volta das 6h30 desta quarta-feira (5) o corpo da empregada doméstica Deise Trindade dos Santos, 34 anos, mãe do menino Tauã Trindade da Silva Lima, de 11 anos, que também morreu após o soterramento de uma casa no Jardim Zaira, em Mauá, no ABC, nesta terça-feira (4).
Outras duas pessoas que estavam na residência conseguiram ser resgatadas com vida. Uma menina de 13 anos, irmã do garoto morto, foi salva pelos bombeiros. O tio das crianças, de 23 anos, foi levado por vizinhos ao hospital Radames Nardini, no Centro da cidade. Ambos sofreram apenas ferimentos leves e passam bem.

saiba mais
 
A operação de resgate teve início às 20h desta terça-feira e não há previsão para o término dos trabalhos de remoção dos escombros.

A Defesa Civil de Mauá informou que dez casas vizinhas à residência que desabou serão interditadas por tempo ainda não definido. Uma vistoria será feita nesta manhã, e o número pode ser ampliado.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Profissional de Segurança Pública : Leia isto...

Alguns fóruns da WEB já divulgaram, mas creio que ainda não teve a importância suficientemente dimensionada a publicação que saiu no DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO DE 16 DE DEZEMBRO DE 2010 , uma Portaria conjunta do MINISTÉRIO DA JUSTIÇA com a SECRETARIA DOS DIREITOS HUMANOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, que estabelece as “ DIRETIRIZES NACIONAIS DE PROMOÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS DOS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PÚBLICA¨.

A Portaria elenca 67 itens que devem reger o trato dos governos e instituições policiais com os profissionais de segurança pública, um marco significativo da definição do que vem a ser os “direitos humanos dos policiais”, já que não é rara a reclamação de que “direitos humanos foram feitos para proteger criminosos”. O que as diretrizes vêm defender sempre foram reivindicações dos próprios profissionais de segurança pública, mas nunca estes anseios estiveram normatizados, e agora defendidos pelo Governo Federal, que deverá implementar medidas para obrigar os estados a cumprir tais mandamentos.

Naturalmente, não se trata de uma mudança radical, impositiva. Porém, existe agora uma agenda mínima definida de direitos a se cumprir pelas instituições policiais, direitos derivados da Declaração Universal dos Direitos Humanos e da Constituição Federal do Brasil, com especificidades voltadas ao cotidiano e às peculiaridades da atividade policial.

As Diretrizes são um soco no estômago por exemplo nos códigos penais militares, dos estatutos das polícias estaduais, e do direito consuetudinário formado por práticas incondizentes com o Estado de Direito que alegamos viver e proteger. Ora, para as instituições que tem como primordial missão a garantia de direitos cidadãos e democráticos, nada mais importante do que implementar essas mesmas normas em seu ambiente interno.

Abaixo, algumas diretrizes publicadas:

3) Assegurar o exercício do direito de opinião e a liberdade de expressão dos profissionais de segurança pública, especialmente por meio da Internet, blogs, sites e fóruns de discussão, à luz da Constituição Federal de 1988.

5) Proporcionar equipamentos de proteção individual e coletiva aos profissionais de segurança pública, em quantidade e qualidade adequadas, garantindo sua reposição permanente, considerados o desgaste e prazos de validade.

13) Fortalecer e disseminar nas instituições a cultura de não discriminação e de pleno respeito à liberdade de orientação sexual do profissional de segurança pública, com ênfase no combate à homofobia.

34) Garantir que todos os atos decisórios de superiores hierárquicos dispondo sobre punições, escalas, lotação e transferências sejam devidamente motivados e fundamentados.

36) Apoiar projetos de leis que instituam seguro especial aos profissionais de segurança pública, para casos de acidentes e traumas incapacitantes ou morte em serviço.

42) Conceber programas e parcerias que estimulem o acesso à cultura pelos profissionais de segurança pública e suas famílias, mediante vales para desconto ou ingresso gratuito em cinemas, teatros, museus e outras atividades, e que garantam o incentivo à produção cultural própria.
47) Promover nas instituições de segurança pública uma cultura que valorize o aprimoramento profissional constante de seus servidores também em outras áreas do conhecimento, distintas da segurança pública.

51) Utilizar os dados sobre os processos disciplinares e administrativos movidos em face de profissionais de segurança pública para identificar vulnerabilidades dos treinamentos e inadequações na gestão de recursos humanos.

60) Contribuir para a implementação de planos voltados à valorização profissional e social dos profissionais de segurança pública, assegurado o respeito a critérios básicos de dignidade salarial.

67) Estimular a participação dos profissionais de segurança pública na elaboração de todas as políticas e programas que os envolvam.
Os policiais devem ler, entender e divulgar o material, que deve ser a bíblia de reivindicações e orientações na tomada de decisão. Baixe as DIRETRIZES NACIONAIS DE PROMOÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS DOS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PÚBLICA

Matéria enviada pelo internauta alissandrooliveira@yahoo.com.br na data de 31 de dezembro de 2010.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Inspeção Veicular

Prefeitura SP define novo valor da inspeção veicular  R$ 61,98

Portaria com preço será publicada nesta terça-feira (4) no Diário Oficial.
Controlar suspendeu emissão de boletos até definição da tarifa para 2011.

Do G1 SP
Inspeção veicular
Inspeção veicular custará R$ 61,98 neste ano em São Paulo (Foto: Milene Rios/G1)
A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente informou na tarde desta segunda-feira (3) que uma portaria que será publicada na terça-feira (4) no Diário Oficial definirá o valor da inspeção veicular em R$ 61,98 para este ano em São Paulo. A emissão dos boletos para pagamento da inspeção estava suspensa pela Controlar, empresa responsável pelo serviço, até a definição do novo valor. Com isso, os agendamentos de motoristas que não tinham pagado a taxa até o dia 31 de dezembro também estava indisponível.
Segundo a assessoria da Controlar, a emissão dos boletos estará liberada assim que a portaria for publicada. Até o ano passado, a taxa de inspeção veicular custava R$ 56,44. O reajuste foi aprovado na última semana pela Prefeitura de São Paulo. No dia 29 de dezembro, a concessionária havia entrado com recurso administrativo para garantir o reajuste.
saiba mais
A concessionária Controlar tinha o direito a aplicar um reajuste com base na inflação de 2010. De acordo com o contrato, a inspeção deve ser reajustada pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M). O índice acumulado nos últimos 12 meses foi de 10,2%.
De acordo com decreto assinado pelo secretário Eduardo Jorge Sobrinho, do Verde e do Meio Ambiente, a suspensão do aumento será válida até que “sejam realizadas as análises pertinentes ao estudo de reequilíbrio econômico-financeiro do contrato”. Como em 2010, neste ano os proprietários de automóveis não terão direito ao reembolso.

sábado, 1 de janeiro de 2011

Feliz 2011 - Cuidado nas Estradas

Saiba qual é o melhor horário para pegar as estradas de SP

Concessionárias recomendam que motoristas retornem à capital na manhã de domingo (2)
Da Agência Record


O motorista que desceu ao litoral paulista para passar o feriado do Ano-Novo pode encontrar tráfego intenso no retorno à capital paulista. A Ecovias, concessionária que administra as rodovias Anchieta e Imigrantes, informou que a operação subida nas estradas teve início às 14h deste sábado (1º) e só se encerra às 19h do domingo (2).

Ela funciona no esquema 4x6, sendo que duas faixas da rodovia Anchieta descem e duas sobem. Na Imigrantes, três faixas descem e três sobem.

Entre 15h e 16h deste sábado (1º), 2.226 veículos desceram para o litoral e 6.615 retornaram. Desde o dia 28 de dezembro, 476 mil carros já passaram pelo Sistema Anchieta-Imigrantes no sentido litoral. Outros 228 mil já retornaram à cidade de São Paulo.
Veja a seguir as recomendações das concessionárias:

Castello Branco e Raposo Tavares

Quem vai trafegar pelas rodovias Castello Branco e Raposo Tavares em direção à capital deve evitar as estradas entre as 14h e as 22h deste domingo, quando o tráfego estará intenso.

Dutra

Os viajantes que voltam do interior ou de outro Estado para a capital paulista devem evitar trafegar pela rodovia Presidente Dutra entre 16h e 20h deste domingo.

Anhanguera e Bandeirantes

A concessionária Autoban, responsável pelas rodovias Anhanguera e Bandeirantes, prevê que o horário de pico para a volta do Réveillon seja entre 14h e 20h de domingo.

Ayrton Senna e Carvalho Pinto

O motorista que retorna à capital paulista pelas rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto deve evitar voltar neste domingo a partir das 14h, quando o trânsito começará a ficar intenso.

Fernão Dias
Os viajantes que retornam pela rodovia Fernão Dias devem evitar o horário de pico, previsto para ocorrer entre 15h e 23h de domingo e também na segunda-feira (3), entre 6h e 14h.

Régis Bittencourt

A rodovia Régis Bittencourt, que liga São Paulo ao Sul do país, deve ser evitada entre 12h e 22h de domingo.

Previsão do tempo
O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) informou que, neste sábado, a temperatura no litoral de São Paulo fica em torno de 28ºC. No domingo, a temperatura continuará estável, variando entre 20ºC e 27ºC. No início da manhã, o céu deve ficar parcialmente nublado. Durante o dia, a previsão é de céu completamente nublado, com chuva no final da tarde.